quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Caso de polícia - Campeche, pico de xerifes

Palco de agressões, praia do Campeche está sob investigação da Polícia Federal. Foto: Juninho


Depois de o radialista Máurio Borges denunciar no Facebook um caso de agressão ao surfista Alessandro Castro, também conhecido como "Rato", surfista de Florianópolis, no Campeche, Florianópolis (SC), foi divulgado o vídeo acima e a notícia foi parar no portal Globo.com.

O policial militar Elton da Silva Pires teria sido um dos agressores. Ele também registrou boletim de ocorrência por agressão e alega ter sido atingido nas mãos pela prancha de "Rato".

Entre rabeadas e colisões de pranchas, paira um clima de intimidação e localismo exacerbado em várias praias de Santa Catarina, razão pela qual a Polícia Federal investiga desde 2006 quem são os "xerifes" e "donos" dos picos no estado.

"Isso aí que chamam de localismo na verdade é crime. Nos temos atos de formação de quadrilha para cometer crimes de ameaça, constrangimento ilegal, dano e lesões corporais", disse o delegado Luis Carlos Koff ao Globo.com.






Nenhum comentário:

Postar um comentário