quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Associação Comercial discute ações para indústria do surf em Santos


John Wolthers, Roberto Santini, Marcos Andrade e Fabio Kodama: empresários de Santos debatem estratégias para aquecer indústria do surf. Foto: FMA Comunicação

Por Fábio Maradei

O próximo dia 26 pode marcar o início de uma nova fase para as empresas que atuam com o surf em Santos. Representantes do comércio e da indústria deste segmento foram convidados para o evento “Associação Comercial de Santos abre suas portas para o surf”, a partir das 16 horas na sede da entidade, no Centro da Cidade. Realizado em parceria com a Associação Santos de Surf, o encontro quer oferecer orientação e planejamento, fomentar, discutir alternativas, soluções para o aprimoramento e desenvolvimento deste mercado.

“Mais do que isso, unir forças. Convidamos todos que atuam nesse ramo, porque queremos agregar mais valores no setor. A ideia é iniciar uma espécie de Câmara Setorial para oferecer e criar estrutura. Todos serão beneficiados e, como resultado final, também os atletas, porque só empresas fortalecidas têm condições de investir e auxiliar na modalidade”, afirma o vice-presidente da Associação Santos de Surf, Fábio Kodama.

Lojistas, representantes comerciais, shapers, fabricantes de pranchas, empresários de surfwear e acessórios foram convidados para a reunião. “Esse será um passo importante para o crescimento dessa fatia importante do nosso comércio. Além do mais, auxiliando esse setor, estamos colaborando diretamente com um esporte que tem identidade com Santos. Afinal, o surf nasceu na nossa cidade”, comenta o presidente da Associação Comercial de Santos, Roberto Clemente Santini.

Ele e seu vice, John Wolthers, eleitos recentemente, praticam o surf e revelam ter uma satisfação a mais em poder ajudar o segmento. “Nossa proposta é auxiliar todos os setores. Mas, com certeza, o surf temos um carinho especial. Além disso, é um mercado promissor, que atrai vários públicos, sendo muito importante para a economia da Cidade, da região”, relata John.

“Com essa parceria muito importante da Associação Comercial de Santos e o grande empenho do Roberto e do John, queremos criar mecanismos para oferecer orientação e planejamento, visando uma estrutura eficiente. Todos que trabalham de alguma forma ligado à indústria do surf estão convidados a participar e somar esforços conosco nesse, que será o primeiro de muitos encontros”, complementa o presidente da Associação Santos de Surf, Marcos Andrade.

Exposição No encontro, os participantes acompanharão uma palestra com o empresário Chris Wolthers, proprietário da Viking Surfboards, falando sobre os desafios do mercado. Também será realizada uma homenagem a Carlos Argento, um dos famosos irmãos Twin. “Ele representa o início do comércio de surf na região, no início da década de 70. Por isso, essa lembrança”, argumenta Santini.

Outro atrativo será a exposição das pinturas do conceituado tatuador Marcelo Mordenti. Junto estarão obras de Knud Harald Lykke Gregersen, mais conhecido com Lucky Tattoo, o primeiro tatuador profissional no Brasil. De origem dinamarquesa, chegou ao Brasil, pelo Porto de Santos, em 1959, trazendo a primeira máquina elétrica de tatuagem para o país.

Morreu em 1983, no auge da carreira, aos 55 anos de idade, vítima de ataque cardíaco, deixando muitos seguidores em sua arte. Ficou muito conhecido no Brasil no final dos anos 70, quando tatuou surfistas como Petit, entre outros, na época conhecidos como “Meninos do Rio”.

A Associação Comercial de Santos fica à Rua XV de Novembro, 137, no Centro de Santos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário