terça-feira, 23 de setembro de 2014

Jordy Smith escapa de levar multa da ASP

Jordy Smith e o boné da Red Bull durante a premiação do Hurley Pro. Foto: ASP


A nova ASP, uma vez conhecida como ZooSea, futuramente WSL, ainda confunde um pouco os próprios competidores.

Logo depois de ganhar o Hurley Pro em Trestles, o sul africano Jordy Smith vestiu seu boné da Red Bull, pegou sua latinha do energético e partiu rumo ao pódio, receber seu prêmio.

Procedimentos de rotina, diria o delegado, mas não nesse novo mundo corporativo da ASP/WSL.

Voltando um pouco no tempo, antes de começar o Quik Pro, primeira etapa do Tour, todos competidores foram convocados para uma reunião no Hotel Coolangatta – técnicos e empresários não eram permitidos.

Cada um dos surfistas no WCT, homens e mulheres, receberam um contrato, já negociado anteriormente pela entidade que representa os surfistas profissionais, a World Professional Surfers, e todos assinaram.

Segundo a revista/site australiano Stab, nesse contrato estava previsto que os surfistas poderiam usar os bonés dos seus patrocinadores se houvesse a cláusula, Usar boné NO palanque, caso seus contratos tenham sido assinado antes de fevereiro de 2014.

A mesma Stab fez uma entrevista com Jordy sobre a confusão da multa de US $ 50.000.

O Woohoo tomou a liberdade de traduzi-la para seus leitores.

Leia abaixo

Stab: Você poderia estar com menos 50 mil dólares no banco agora.

Jordy: Sim! Por sorte eu nunca levei uma multa.

Stab: Como isso aconteceu?

Jordy: Eu estava ali, antes de subir no pódio e aconteceu uma falha de comunicação. Eu não tenho certeza, mas acho que se você assinou seu contrato até uma determinada data você pode usar o boné da Red Bull ali na premiação. Se assinou depois, não pode… Eles também não estavam certos sobre o meu contrato e então eu pensei: “Porra! Se for pra fazer parte disso tudo vou usar meu boné. Aí eles falaram: tá sabendo que se usar o boné vai pagar 50 mil de multa?”. Eu pensei no contrato e achei melhor encarar a multa.

[Nota da Redação - Jordy fez uma conta rápida, 100.000  Dólares da premiação, mais o bônus (a Red Bull normalmente oferece 25.000 de prêmio por uma vitória), e acrescentou ainda o salário de 350.0000/Ano]
Stab: Como assim? Vai buscar seus direitos ou vai pagar a multa?

Jordy: Eu disse Ok. Se forem me multar, vou pagar os 50 mil. Meus patrocindores que tomam conta de mim e pagam minhas viagens pelo Tour. Vai sobrar pra mim no final das contas. Antes de eu subir, eles mudaram o discurso: “OK. Na verdade você pode subir com o boné.”

Stab: Então você escapou por pouco.

Jordy: Sim. E eles disseram que eu não poderia levar a latinha, mas que poderia levar a prancha. No final deu tudo certo.

Stab:  A Sally Fitzgibbons não usou o bone da Red Bull no pódio.

Jordy: Ela tinha dois bones diferentes. Eu pensei “Uau, isso é de verdade.” Ela estava com um que tinha a Red Bull e alguns seus patrocinadores. No outro estava o restante de seus patrocinadores. Eu acho que ela assinou o contrato depois da data limite estipulada.

Stab:  Você pode segurar a latinha quando vence o Campeonato e sai carregado?
http://www.woohoo.com.br/jordy-quase-multado-pela-asp/
Jordy:  Sim. Eu tenho certeza de que você pode segurar a latinha. Só não pode no pódio. Não acha?

Stab:  Você ganha um bonus para beber da latinha depois das vitórias?

Jordy:  Não. Nada extra. Sou apenas um bom funcionário

Stab:  E as latas da red Bull exibidas no seu vestiário?

Jordy:  Cara, eu acho que seis ou setes latinhas foram levadas. São minha propriedade! Fui roubado (rsrsrs)! Eu desci lá e falei com Damien Fahrenfort. Estão arruinando minha ração de Red Bull. Todo dia eu levava umas duas latinhas extras já sabendo que as pessoas estariam com sede durante o campeonato.

Fonte Woohoo

Nenhum comentário:

Postar um comentário