domingo, 31 de agosto de 2014

WCT 2015 - Boa, Silvana!

Silvana vence na Espanha e volta para o WCT depois de sofrer por contusão no joelho e falta de patrocínio. Foto: Lodin Aquashot / ASP

Silvana Lima garante retorno ao WCT com vitória na Espanha - Por João Carvalho

Cearense derrota a australiana Bronte Macaulay numa onda dos últimos segundos da final do ASP 6-Star Pantin Classic Galicia Pro para confirmar a volta do Brasil ao WCT feminino em 2015

O Brasil e a América do Sul voltam a ter uma representante no seleto grupo das top-17 do Samsung Galaxy ASP Women´s Championship Tour em 2015. A brasileira Silvana Lima, 29 anos, faturou o título do ASP 6-Star Pantin Classic Galicia Pro neste sábado na Espanha e já garantiu o seu retorno à elite mundial feminina, antes mesmo das três etapas da nova "perna sul-americana" da ASP South America que será disputada nos meses de outubro e novembro no Brasil e no Chile. A segunda vitória da cearense na temporada foi conquistada na onda que ela surfou nos últimos segundos da final contra a jovem australiana Bronte Macaulay, 20, nas ondas da Playa de Pantin, em Valdovino, na Galicia, Espanha.

"Eu estou muito feliz por ganhar esse evento aqui de uma forma tão incrível", disse Silvana Lima. "A Bronte (Macaulay) surfou muito bem o evento todo e sei o quanto ela queria vencer essa final. Mas, Deus me deu essa onda nos últimos segundos e sou muito grata por isso. Honestamente, eu não achava que poderia obter a pontuação, mas quando vi aquela onda eu sabia que tinha uma boa oportunidade para isso e estou feliz por ter conseguido a virada".

PERNA SUL-AMERICANA - Mesmo com a vaga já confirmada em primeiro lugar disparado no ranking do ASP Qualifying Series, Silvana Lima garantiu que vai participar das novas etapas da "perna sul-americana" da ASP South America. A primeira delas é na Praia da Joaquina, em Florianópolis, que pela primeira vez vai sediar uma prova feminina do Circuito Mundial da ASP, o Santa Catarina Pro com nível 5 estrelas nos dias 18 a 23 de outubro. Na semana seguinte, de 27 de outubro a 2 de novembro, tem o ASP 4-Star Mahalo Surf Eco Festival na cidade onde ela morou, Itacaré, no litoral sul da Bahia. E o ASP Women´s Qualifying Series será encerrado nos dias 13 a 16 de novembro no Maui Women´s Pro nas grandes ondas de Punta de Lobos, em Pichilemu, no Chile.

"É claro que eu vou para o Brasil. Eu adoro competir e sempre me sinto confiante em casa", disse Silvana Lima. "Como já garanti minha vaga, será melhor ainda, pois estarei bem mais relaxada, sem pressão por resultados. Vai ser como um período de férias para mim agora e eu estou feliz em saber que no ano que vem estarei de novo lá no WCT representando o Brasil entre as melhores do mundo e principalmente voltando a disputar o título mundial".

O Pantin Classic Galicia Pro foi a última prova com nível máximo 6 estrelas que vale 3.500 pontos da temporada e a lista das seis indicadas pelo ASP Women´s Qualifying Series para completar o seleto grupo das top-17 do WCT feminino está praticamente definida. Assim como Silvana Lima, a norte-americana Sage Erickson, segunda colocada no ranking, recuperou a vaga perdida no ano passado. Depois, vêm três surfistas da elite atual que já garantiram suas permanências pelo ranking de acesso, as australianas Laura Enever (3.o no ranking) e Nikki Van Dijk (4.o) e a havaiana Coco Ho (5.o). Em seguida, tem uma novidade para o ano que vem, a havaiana Tatiana Weston-Webb, em sexto lugar no ranking.

ÚLTIMA VAGA - No momento, Laura Enever ocupa a décima posição no ranking do WCT, que mantém justamente as dez primeiras colocadas no grupo das top-17. Ela foi barrada nas semifinais pela campeã Silvana Lima e ficou feliz pelo terceiro lugar na Espanha, pois com este resultado pode até sair do G-10 do WCT, mas já está garantida na elite por mais um ano. Como Enever está entrando pelo ranking principal, o ASP Qualifying Series vai classificando até a sétima colocada, a havaiana Alessa Quizon. Esta é a única vaga que ainda está em jogo, pois a australiana Keely Andrew em nono lugar, têm chances matemáticas de ultrapassar os 7.490 pontos dela nas duas etapas da "perna sul-americana" que serão disputadas no Brasil.

"Eu tive duas oportunidades de vencer a Silvana (Lima), só que eu caí nas ondas", disse Laura Enever. "Mas não importa e estou feliz porque o terceiro lugar era realmente tudo o que eu precisava para solidificar a minha vaga no WCT. Minha única razão em vir para a Europa era tentar tirar essa pressão para os próximos eventos do WCT. A meta foi cumprida e agora vou mais tranquila e muito mais animada para Trestles (próxima etapa de 9 a 20 de setembro nos EUA) e para as próximas etapas que faltam para fechar o ano no WCT".

VICE-CAMPEÃ - Sem chances matemáticas de brigar por vaga no G-6, a vice-campeã Bronte Macaulay pelo menos festejou o seu melhor resultado na carreira e confessou que seu principal objetivo neste ano é se classificar para o Mundial Pro Junior da ASP pelas seletivas da Austrália. Com os 2.640 pontos do vice-campeonato no Pantin Classic Galicia Pro, ela saltou da 31.a para a 14.a posição no ranking do ASP Qualifying Series. Porém, mesmo que vença as três etapas da "perna sul-americana" da ASP South America, Macaulay não consegue ultrapassar os 7.490 pontos da havaiana Alessa Quizon, que está fechando o G-6 no momento.

"Esta foi minha primeira final em um campeonato importante do Circuito Mundial e acho que o nervosismo me atrapalhou um pouco", confessou Bronte Macaulay. "Eu estava vencendo até o último minuto, então saio daqui feliz pelo resultado também. Eu ainda estou mais focada no Circuito Pro Junior da Austrália e temos mais um evento em setembro, em Cronulla Beach, para tentar me classificar para o Mundial da ASP. Mas, no próximo ano eu realmente quero fazer uma temporada completa no WQS para tentar uma vaga para o WCT".

---------------------------------------------------------------------------------------
João Carvalho - Assessoria de Imprensa da ASP South America
jcarvalho@aspworldtour.com
----------------------------------------------------------------------------------

G-6 DO ASP WOMEN´S QUALIFYING SERIES - 11 etapas:
1.a: Silvana Lima (BRA) - 12.200 pontos
2.a: Sage Erickson (EUA) - 9.870
3.a: Laura Enever (AUS) - 9.280 e top-10 do WCT
4.a: Nikki Van Dijk (AUS) - 9.100
5.a: Coco Ho (HAV) - 8.700
6.a: Tatiana Weston-Webb (HAV) - 8.370
7.a: Alessa Quizon (HAV) - 7.490
---------sul-americanas até a 100.a no ranking:
24: Anali Gomez (PER) - 3.673 pontos
34: Dominic Barona (QUE) - 2.328
43: Jacqueline Silva (BRA) - 1.983
47: Sofia Mulanovich (PER) - 1.820
65: Carol Fernandes (BRA) - 1.112
79: Ornella Pellizzari (ARG) - 856
81: Jessica Anderson (CHL) - 817
92: Bruna Schmitz (BRA) - 630
107: Suelen Naraisa (BRA) - 487

FINAL DO ASP 6-STAR PANTIN CLASSIC GALICIA PRO:
Campeã: Silvana Lima (BRA) por 12,43 pontos (notas 8,00+4,43) - US$ 8.000 e 3.500 pontos
Vice-campeã: Bronte Macaulay (AUS) com 12,24 (6,17+6,07) - US$ 4.000 e 2.640 pontos

SEMIFINAIS - 3.o lugar - US$ 1.900 e 2.080 pontos:
1.a: Bronte Macaulay (AUS) 14.10 x 7.84 Pauline Ado (FRA)
2.a: Silvana Lima (BRA) 10.80 x 5.86 Laura Enever (AUS)

QUARTAS DE FINAL - 5.o lugar - US$ 1.100 e 1.560 pontos:
1.a: Bronte Macaulay (AUS) 10.67 x 10.60 Coco Ho (HAV)
2.a: Pauline Ado (FRA) 9.40 x 8.77 Paige Hareb (NZL)
3.a: Laura Enever (AUS) 14.73 x 13.73 Sage Erickson (EUA)
4.a: Silvana Lima (BRA) 14.93 x 12.94 Nikki Van Dijk (AUS)

Silvana Lima


Bronte Macaulay

Pauline Ado

Laura Enever






Kevin Coakley - El Guapo



5'5" X 19 1/4 - Lost recupera o surf punk dos anos 90

Confira a história de 5'5" X 19 1/4 no site What Youth