domingo, 19 de julho de 2015

Lightsurfers conferem a era do gelo

Hodei Collazo, Imanol Yeregi, e Natxo Gonzalez tomam uma gelada na Islândia

Tubarão apavora Mick Fanning em final sinistra

Tubarão aproxima-se de Mick Fanning durante final na África do Sul. Foto: World Surf League


Era para ser um domingo de gala em Jeffreys Bay, África do Sul. Depois da realização das baterias do Round 5, quartas de final e semis em condições perfeitas em Supertubes, Mick Fanning e Julian Wilson entraram na água para coroar o grande campeão do evento.

Julian já havia surfado a primeira onda da disputa quando Mick Fanning foi impressionantemente “abordado” por um tubarão enquanto esperava pela série no outside. Imediatamente a organização tocou a sirene e paralisou a final.

“Eu estava sentado e então senti alguma coisa agarrar na minha perna. Instintivamente me esquivei, mas aquilo continuou vindo para minha prancha. Eu fiquei chutando e gritando”, contou Fanning, nervoso, logo depois do ataque.

Um dos momentos de maior tensão da história do esporte, ao vivo. A World Surf League e os atletas optaram pelo cancelamento da final. Mick Fanning e Julian Wilson dividirão os pontos e a segunda colocação do J-Bay Open. Com o resultado, a liderança do Tour permanece com Adriano de Souza.

“Estamos incrivelmente gratos que ninguém acabou seriamente ferido hoje. A postura e a agilidade de Mick diante de uma situação aterrorizante não foi nada menos que heroica e a resposta rápida de equipe de resgate foi louvável – eles são realmente os melhores no que fazem. A segurança de nossos atletas é prioridade para a WSL e, depois de discutirmos com os dois finalistas, decidimos cancelar a final do J-Bay Open. Nós agradecemos o suporte que estamos recebendo na África do Sul e queremos mais uma vez expressar nossa gratidão à equipe de resgate (Water Safety Team)”, publicou a WSL.

O dia começou com as baterias do Round 5, valendo vaga nas quartas. Depois de ver Kai Otton vencer Nat Young na primeira do dia, o brasileiro Wiggolly Dantas não foi páreo a consistência de Julian Wilson, que somou 9.50 e 9.17 para vencer sem maiores dificuldades e seguir seu caminho no evento. 
Nas baterias seguintes, Kelly Slater passou por Michel Bourez e Mick Fanning por Keanu Asing.

Classificados para as quartas de final após um sábado perfeito em J-Bay, Mineirinho, Medina e Alejo não conseguiram imprimir o mesmo ritmo neste domingo e deram adeus ao evento logo nas quartas. Mineiro não achou nenhuma onda acima dos 6 pontos e caiu diante de Julian, que somou alto mais uma vez. 

Gabriel perdeu para Kelly Slater em uma bateria disputada: 18.10 x 17.23, e Mick Fanning passou com facilidade por Alejo Muniz, que não achou as ondas em Supertubes.

Nas semis, Julian voltou a somar mais de 16 pontos para passar por Ace Buchan na primeira bateria, antes que Slater e Fanning travassem mais uma batalha de titãs pela segunda vaga na grande final. O australiano foi mais consistente e somou mais de 18 pontos em duas ondas excelentes. Com 9.43 e 6.83 no somatório, não deu para Kelly.  

Fonte Revista Hardcore